Agenda

Concertos & Espectáculos

A Agenda é uma secção do portal MIC.PT, onde é possível encontrar as informações mais relevantes - datas, localização, programação, intérpretes e intervenientes, entre outras - sobre os numerosos eventos (concertos, espectáculos, ...), que no seu cerne incluem a música de Compositores Portugueses dos séculos XX e XXI.

The Agenda is one of the MIC.PT regularly updated sections, where it is possible to find the most relevant information - including dates, location, programme and performers - on the various events (concerts, performances, ...) dedicated to the music by Portuguese Composers from the 20th and 21st centuries (presently only available in Portuguese).

2024 · janeiro · fevereiro · março
2023 · janeiro · fevereiro · março · abril · maio · junho · julho-agosto · setembro · outubro · novembro · dezembro
2022 · Janeiro · Fevereiro · Março · Abril · Maio · Junho · Julho-Agosto · Setembro · outubro · novembro · dezembro
2021 · Janeiro · Fevereiro - Março · Abril · Maio · Junho · Julho - Agosto · Setembro · Outubro · Novembro · Dezembro
2020 · Janeiro · Fevereiro · Março · Abril - Maio · Junho - Julho - Agosto · Setembro · Outubro · Novembro · Dezembro
2019 · Janeiro · Fevereiro · Março · Abril · Maio · Junho · Julho / Agosto · Setembro · Outubro · Novembro · Dezembro
2018 · Janeiro · Fevereiro · Março · Abril · Maio · Junho · Julho · Agosto · Setembro · Outubro · Novembro · Dezembro
Arquivo: 2018 Julho . Junho - Janeiro · 2017 · 2016 - 2015 - 2014 - 2013

Exposições/ Instalações/ ...

2024 · março

Temporada de Música de Câmara Jovem · Quarteto Messiaen

24 de março, 17h00
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Francisco Joaquim · Opinião obstante *
· Olivier Messiaen · Quarteto para o fim do tempo

* estreia (encomenda da Miso Music Portugal)

Quarteto Messiaen
João Sá · violino
Carolina Costa · violoncelo
Tiago Maia · clarinete
Maria João Almeida · piano

>> Mais Informações

Temporada de Música de Câmara Jovem · Quarteto de Percussões da Metropolitana

17 de março, 17h00
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Fritz Hauser · As We Are Speaking
· Miguel Curado · Coniunctio
· Mathilde Martins · Porque Vens do Pó e ao Pó Retornarás *
· Màtyàs Wettl · Nocturne
· Rolf Wallin · Stonewave (com convidados: Alexandre Camolas e Gustavo Silva)

* estreia (encomenda da Miso Music Portugal)

Quarteto de Percussões da Metropolitana (Afonso Mata, Amadeu Lança, João Fialho e Rodrigo Loureiro)

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música interpreta concerto para piano de Vasco Mendonça

16 de março, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Kaija Saariaho · Du cristal
· Magnus Lindberg · Feria
· Vasco Mendonça · Step Right Up

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Stefan Blunier · direção musical
Jonathan Ayerst · piano

>> Mais Informações

Estreia de obra de Eli Camargo Júnior por Yuri Marchese e Quarteto Lopes-Graça

14 de março, 19h15
Templo da Música, Igreja da Misericórdia, Tomar

Programa:
Música e Migrações – Urbe
· Leo Brower · Quinteto (1957)
· Alberto Ginastera · Quarteto de cordas n.º 2, op. 26 (1958)
· Fernando Lopes-Graça · Quatorze anotações para quarteto de cordas (1966)
· Eli Camargo Júnior · Lubramix V (2023) *
· Carlos Gustavino · Las Presencias – Jeromita Linares (1961)

* estreia absoluta

Yuri Marchese · guitarra
Quarteto Lopes-Graça
Eliot Lawson e Luís Pacheco Cunha (violinos), Isabel Pimentel (violeta), Catherine Strynckx (violoncelo)

>> Mais Informações

Jonathan Silva na Temporada de Concertos Antena 2

14 de março, 19h00
Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG), Lisboa

Programa:
· François Sarhan · Situations: 7 - Imagination
· Jeffery Davis · A Lullaby's Darkness
· Paulo Bastos · Íris-abandono...
· Georges Aperghis · Le corps à corps
· Daniel Bernardes · A Libertação de Sísifo - I Lamento
· Paulo Perfeito · Three Scotch-Taped Études
· Bruce Hamilton · Interzones

Jonathan Silva · percussão

>> Mais Informações

Música de Luís Antunes Pena pelo Remix Ensemble Casa da Música

12 de março, 19h30
Casa da Música, Porto

Programa:
· Federico Gardella · Improvvisi silenzi di conchiglia *
· Luís Antunes Pena · A memória, manual de instruções * **
· Thomas Adès · Living Toys
· Franco Donatoni · Hot

* estreia em Portugal
** encomenda Casa da Música e Acht Brücken/Köln Musik

Remix Ensemble Casa da Música
Tito Ceccherini · direção musical
Digitópia · eletrónica
Ruído Vermelho
Francesco Dillon · violoncelo
Nuno Aroso · percussão
Luís Antunes Pena · eletrónica

>> Mais Informações

Temporada de Música de Câmara Jovem · Trio.2

10 de março, 17h00
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Diana Andrashenko · Quadro sobre uma noite estrelada *
· Claude Debussy · Trio em Sol Maior

* estreia (encomenda da Miso Music Portugal)

Trio.2
Francisca Ribeiro · violino
Marta Nabeiro · violoncelo
Alexandre Tavares · piano

>> Mais Informações

Concerto de lançamento do CD Electroville Jukebox

9 de março, 19h30
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Ângela da Ponte · index(a)
· Pedro Tavares e César Burago · Improvisação
· Ricardo Ribeiro · Trio
· Carlos Guedes · Broken Time(s)
· Electroville Jukebox e César Burago · Improvisação

José Grossinho · guitarra eléctrica e electrónica
Rodrigo Pires de Lima · saxofones
Pedro Tavares · percussões e sintetizadores
César Burago (convidado) · percussões

>> Mais Informações

António Pinho Vargas · © Miguel Baltazar
António Pinho Vargas · © Miguel Baltazar

Estreia de obra de António Pinho Vargas pelo Quarteto Leipzig

8 de março, 21h00
Pequeno Auditório, Centro Cultural de Belém, Lisboa

Programa:
· Joly Braga Santos (1924-1988) · Quarteto n.º 2
· António Pinho Vargas (n. 1951) · Collections & translations (…varianti…) *
· Dmitri Schostakovich (1906-1975) · Quarteto n.º 8

* estreia absoluta/ encomenda CCB

>> Mais Informações

Temporada de Música de Câmara Jovem · Xenagos Trio

3 de março, 17h00
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa (parceria Associação Portuguesa dos Amigos da Música com a Miso Music Portugal):
· Mariana Marques Coelho · É do silêncio que nasce a minha sombra * **
· Lino Fernandes Pinto · MeraKimera: Presto, Largo e Vivace *
· Max Bruch · 8 pieces, op. 83 (5 primeiras peças - Andante, Allegro con moto, Andante con moto, Allegro Agitato e Rumänische Melodie)
· Telmo Marques · 4 Case Studies

* estreia
** encomenda da Miso Music Portugal

Xenagos Trio
Rui Soares · clarinete
Beatriz Rios · fagote
Rafael Pinto · piano

>> Mais Informações

 Ângela da Ponte · © Rui Neto
Ângela da Ponte · © Rui Neto

Mannheimer Bläserphilharmonie toca música de compositores portugueses

3 de março, 11h00
Frühlingsmatinee der Mannheimer Bläserphilharmonie, Rosengarten Mannheim Musensaal, Alemanha

Programa:
Urbanscapes
· Nelson Jesus · Porto de Saudades
· Ângela da Ponte · A Cidade de Valdrada
· Martinez Gallego · 3.ª Sinfonia – Aquae Flaviae

Mannheimer Bläserphilharmonie
Luciano Pereira · maestro

>> Mais Informações

Diogo Alvim · © Susana Pomba
Diogo Alvim · © Susana Pomba

Estreia de Mysterious Heart com música de Diogo Alvim

2 de março
Staatstheater Mainz, Alemanha

Programa:
· Tânia Carvalho (coreografia) e Diogo Alvim (música) · Mysterious Heart *

* estreia absoluta

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música apresenta programa entre Portugal e o Brasil

2 de março, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Pedro Amaral · Scherzi
· António Pinho Vargas · Sinfonia (subjetiva)
· Heitor Villa-Lobos · Dança dos Mosquitos *
· Heitor Villa-Lobos · Sinfonia n.º 11 **

* estreia em Portugal
** estreia europeia

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Andrew Gourlay · direção musical

>> Mais Informações

2024 · fevereiro

 Constança Capdeville
Philippe Trovão

Philippe Trovão · Sur la Couleur · Concerto de lançamento de CD

27 de fevereiro, 19h30
O’culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Jean-Claude Risset (1938–2016) · Voilements (saxofone tenor e eletrónica), Saxtractor (saxofone tenor e soprano e eletrónica), Distyle (saxofone alto e eletrónica), Diptère (saxofone alto e eletrónica)
· António de Sousa Dias (n. 1959) · Va(le)riation 3 (saxofone tenor e eletrónica)

Philippe Trovão · saxofone

>> Mais Informações

Quarteto Metamorfose · Temporada de Música de Câmara Jovem

25 de fevereiro, 17h00
O’culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Anton Webern · Langsamer Satz
· Tiago Quintas · Indestinguível *
· György Ligeti · Andante e Allegretto para Quarteto de Cordas *
· Dmitri Shostakovich · Quarteto de Cordas n.° 11

* estreia absoluta (encomenda da Miso Music Portugal)

Quarteto Metamorfose
Pedro Rebelo (1.º violino), João Sá (2.º violino), Djonathan Silva (viola d’arco), Carolina Costa (violoncelo)

>> Mais Informações

Festival CriaSons – Árvore Metálica e Outras Histórias

24 de fevereiro, 19h00
Biblioteca de Marvila, Lisboa

Programa:
· Carlos Alberto Augusto · Acinesia/Akinesis e A Observação do Tempo/Observing Time
· Constança Capdeville · Ámen por uma Ausência
· Paulo Brandão · Árvore Metálica

Jorge Alves · viola
Andrés Perez · tarola
Pedro Wallenstein · violoncelo

Adriano Franco e Daniel Tapadinhas · trompetes
Sebastião Pereira · trompa
Renato Serra e Alexandre Vilela · trombones
Filipe Carvalho · tuba
João Paulo Fernandes · direção musical
Paulo Brandão e Carlos Alberto Augusto · criação musical / cénica

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música – No Tempo de Bomtempo

23 de fevereiro, 21h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· João Domingos Bomtempo · Sinfonia n.º 1
· Gaetano Donizetti · Concertino para corne inglês
· Ludwig van Beethoven · Sinfonia n.º 7

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
José Eduardo Gomes · direção musical
Roberto Henriques · corne inglês

>> Mais Informações

Ângela da Ponte · © Rui Neto
Ângela da Ponte · © Rui Neto

Festival Prolífica

23-25 de fevereiro
Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, Açores

Programa:
Dia 23 · 18h30
· Sessão de abertura e inauguração de Magnetic Fields, instalação de Ângela da Ponte *
* estreia absoluta

Dia 23 · 19h00
· Conferência e conversa – Mulheres e música
Ângela da Ponte: Concursos dedicados a mulheres compositoras – necessários?
Teresa Gentil (FCSH, Inet-md): Canções sobre violência sexual – Uma análise das canções “Vestido” de Rita Redshoes e “Medusa” de Capicua Moderação de Joana Amen (parceria IMPRÓPRIA)


Dia 24 · 16h00
· Sara Ross · Ai, tu é que és o meu rapaz (cena operática)
Quarteto Contratempus

Dia 25 · 11h00
· Oficina para famílias orientada por Ana Paula Andrade

Dia 25 · 16h00
#Women’s.Music.Also.Matter
· Recital com obras de Ana Paula Andrade, Ângela da Ponte, Constança Capdeville e Teresa Gentil
Diana Botelho Vieira (piano), Catarina Medeiros (dança)

Dia 25 · 17h30
· Concerto Mova Dreva
Katerina L’dokova (voz, piano e composição), João Moreira (trompete), João Fragoso (contrabaixo), Samuel Dias (bateria)

>> Mais Informações

Banda sonora de Igor C. Silva na Casa da Música

20 de fevereiro, 19h30
Casa da Música, Porto

Programa:
· Filme de Reinaldo Ferreira e música de Igor C. Silva · O Táxi 9297

Remix Ensemble Casa da Música
Pedro Neves · direção musical
Digitópia · eletrónica e projeção

>> Mais Informações

 João Moreira (compositor) e Maria Silveira (artista plástica)
João Moreira (compositor)
e Maria Silveira (artista plástica)

Ars ad Hoc estreia obra de João Moreira com instalação artística de Maria Silveira

18 de fevereiro, 18h00
Auditório da Fundação de Serralves, Porto

Programa:
· Clara Iannotta · The people here go mad. They blame the wind.
· João Moreira e Maria Silveira · Akte II *
· Beat Furrer · Presto
· Luís Antunes Pena · Konvolut
· António Chagas Rosa · Música de cena para Santo Antão

* estreia absoluta

ars ad hoc
Ricardo Carvalho (flauta)
Horácio Ferreira (clarinete)
Diogo Coelho (violino)
Gonçalo Lélis (violoncelo)
João Casimiro Almeida (piano)

>> Mais Informações

Astrus Duo · saxofone e percussão

16 de fevereiro, 19h30
O’culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· Jürg Frey · Circular Music
· Eva-Maria Houben · Duo II a)
· Abel Paúl · Title 29
· Eva-Maria Houben · Duo II b)
· João Quinteiro · Canção I – I Ascolta

Astrus Duo
Manuel Teles (saxofone), Paulo Amendoeira (percussão)

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música – Concerto de Carnaval

11 de fevereiro, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Vianna da Motta / Frederico de Freitas · Chula do Douro
· Luís de Freitas Branco · Fandango
· Ernesto Hallfter · Rapsódia Portuguesa
· Camille Saint-Saëns · Uma noite em Lisboa
· José Coelho dos Santos / Sérgio Azevedo · Fenianos
· Fernando Lopes-Graça · Três danças portuguesas
· Joly Braga Santos · Dança de Roda (4.º andamento da 4.ª Sinfonia)

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Fernando Marinho · direção musical
Marta Menezes · piano

>> Mais Informações

Ciclo "Novos Talentos" · Recital de Jonathan Silva

10 de fevereiro, 16h30
Teatro Rivoli, Porto

Programa:
· François Sarhan · Situations: 7 - Imagination
· Jeffery Davis · A Lullaby's Darkness
· Paulo Bastos · Íris-abandono...
· Georges Aperghis · Le corps à corps
· Bruce Hamilton · Interzones

Jonathan Silva · percussão

>> Mais Informações

Festival Criasons IV: Ópera Π de João Pedro Oliveira

9 e 11 de fevereiro, 19h30
O'culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· João Pedro Oliveira · Ópera ∏ *

* estreia absoluta

Patrícia Silveira (mezzo-soprano)
Luís Rendas Pereira (barítono)
Carla Ribeiro (bailarina e coreógrafa)
Duo Contracello: Adriano Aguiar (contrabaixo) e Miguel Rocha (violoncelo)

Miguel Mesquita da Cunha e João Pedro Oliveira (texto)
Élio Correia (encenação)
Brian MacKay (direção musical)
Anabela Gaspar (iluminação)
Miguel Azguime (som)
André Roma (vídeo)
Damaris Lima/ Musicamera Produções (produção)

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música – Concerto Solidário Liga Portuguesa Contra o Cancro

9 de fevereiro, 21h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Vianna da Motta / Frederico de Freitas · Chula do Douro
· Luís de Freitas Branco · Fandango
· Ernesto Hallfter · Rapsódia Portuguesa
· Camille Saint-Saëns · Uma noite em Lisboa
· José Coelho dos Santos / Sérgio Azevedo · Fenianos
· Fernando Lopes-Graça · Três danças portuguesas
· Joly Braga Santos · Dança de Roda (4º andamento da 4ª sinfonia)

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Fernando Marinho · direção musical
Marta Menezes · piano

>> Mais Informações

Jaime Reis · © Sofia Nunes
Jaime Reis · © Sofia Nunes

Obra de Jaime Reis no 3.º Festival Multimédia Biomechanics

7 de fevereiro
Conservatório de Moscovo, Rússia

Obra:
· Jaime Reis · Fluxus – Transitional Flow (2013) para viola e eletrónica

>> Mais Informações

6 Mini Óperas do Laboratório de Criação de Ópera Contemporânea

4 de fevereiro, 17h00
Espaço QC, Porto

Programa:
· Bárbara Sanchez · Volúpia (a partir de um poema de Florbela Espanca) *
· David Miguel · Deligere (a partir de um poema de Almeida Garrett) *
· Diogo da Costa Ferreira · és a madrugada pura e sem ruína (a partir de um poema de Soror Madalena da Glória) *
· Iris Bramberger · Vislumbres da cidade (a partir de um poema de Soror Madalena da Glória) *
· João Pacheco · Inutilmente (a partir de um poema de Marquesa de Alorna) *
· Tiago Jesus · Fragile (a partir de um poema de Cesário Verde) *

* estreia absoluta

Rui Baeta · barítono
Patrícia Modesto · soprano
Adriana Almeida · flauta
Philippe Trovão · saxofone
Magda Pinto · viola de arco
Joana Correia · violoncelo

Carlos Marecos e Alexandre Lyra Leite · direção artística

Alexandre Lyra Leite · desenho de luz/ vídeo
Fernando Tavares · direção técnica
Inês Maia · assistência técnica
Susana Serralha · assistência de produção
Rita Leite · design gráfico
Vítor Hugo Costa · registo e edição vídeo Inestética · produção

>> Mais Informações

Francisco Cipriano e Mrika Sefa
Francisco Cipriano e Mrika Sefa

Nada Contra · Duo Francisco Cipriano – Mrika Sefa

3 de fevereiro, 19h30
O’culto da Ajuda, Lisboa

Programa:
· João Quinteiro · Pairs: à propos de l’interiorité *
· Hugo Vasco Reis · Communication 16.7 Hertz (Experiment) (encomenda: Nada Contra) *
· Valerio Sannicandro · Doggerland – Wojjgifu, Stefn (encomenda: Nada Contra) *
· Michael Maria Ziffels · Esercizi di morte (encomenda: Nada Contra) *

* estreia absoluta

Francisco Cipriano · percussão
Mrika Sefa · piano

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música toca obra de Ângela da Ponte

3 de fevereiro, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Ângela da Ponte · La mer soulevée
· Sergei Prokofieff · Concerto para piano n.º 1
· Unsuk Chin · SPIRA, concerto para orquestra *
· John Adams · The Chairman Dances, foxtrot para orquestra

* estreia em Portugal

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Tito Ceccherini · direção musical
Raúl da Costa · piano

>> Mais Informações

Síntese – GMC · concerto em Abrantes

2 de fevereiro, 10h30
Auditório da Escola Dr. Manuel Fernandes, Abrantes

Programa:
· Obras de: Paulo Bastos, Sofia Sousa Rocha, João Delgado e Carlos Guedes

Síntese – Grupo de Música Contemporânea
Diogo Costa · direção musical

>> Mais Informações

>> Topo

2024 · janeiro

imagem ilustrativa
imagem ilustrativa

Ciclo Portugal Som na Temporada de Concertos Antena 2

29 de janeiro, 19h00
Auditório Vianna da Motta, Escola Superior de Música de Lisboa

Programa:
· Carl Reinecke · Trio, Op. 188
· António Pinho Vargas · Quatro ou cinco movimentos fugidios de água

Horus Trio · Leonor Marinho, oboé; Telmo Rocha, trompa; José Maria Couto, piano
Trio ARO · Diogo Cocharra, clarinete; Adriana Gonçalves, violoncelo; Miguel Perdigão, piano

>> Mais Informações

6 Mini Óperas do Laboratório de Criação de Ópera Contemporânea

27 e 28 de janeiro, 21h30 e 18h00
Palácio do Sobralinho, Vila Franca de Xira

Programa:
· Bárbara Sanchez · Volúpia (a partir de um poema de Florbela Espanca) *
· David Miguel · Deligere (a partir de um poema de Almeida Garrett) *
· Diogo da Costa Ferreira · és a madrugada pura e sem ruína (a partir de um poema de Soror Madalena da Glória) *
· Iris Bramberger · Vislumbres da cidade (a partir de um poema de Soror Madalena da Glória) *
· João Pacheco · Inutilmente (a partir de um poema de Marquesa de Alorna) *
· Tiago Jesus · Fragile (a partir de um poema de Cesário Verde) *

* estreia absoluta

Rui Baeta · barítono
Patrícia Modesto · soprano
Adriana Almeida · flauta
Philippe Trovão · saxofone
Magda Pinto · viola de arco
Joana Correia · violoncelo

Carlos Marecos e Alexandre Lyra Leite · direção artística

Alexandre Lyra Leite · desenho de luz/ vídeo
Fernando Tavares · direção técnica
Inês Maia · assistência técnica
Susana Serralha · assistência de produção
Rita Leite · design gráfico
Vítor Hugo Costa · registo e edição vídeo Inestética · produção

>> Mais Informações

Obra de João Pedro Oliveira tocada na Alemanha

27 de janeiro, 18h00
Hochschule für Musik und Tanz Köln, Alemanha

Programa:
· Victor Caccese · Bell Patterns
· Richard O'Meara · Wooden Music
· João Pedro Oliveira · Kinetic Energy
· Steven Snowden · Unrung
· Rolf Wallin · Stonewave
· Peter Klatzow · A Sense of Place

Bernardo Cruz e Alexandru Sillian · percussão

>> Mais Informações

História Trágico-Marítima pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música

26 de janeiro, 21h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Fernando Lopes-Graça · História Trágico-Marítima (para orquestra e coro feminino)
· Claude Debussy · La mer

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Coro Participativo
Nuno Coelho · direção musical
André Baleiro · barítono

>> Mais Informações

Festival CriaSons está de regresso a Lisboa

21 de janeiro, 19h00
Biblioteca de Marvila, Lisboa

Programa:
· Rui Antunes · Pensar é estar doente dos olhos
· João Ricardo · Vivos até à morte (texto de Rosário Costa)

Catherine Strynckx · violoncelo
Diogo Mendes · barítono

Quarteto Lopes-Graça
Diogo Mendes · barítono / narrador
Élio Correia · encenação
Brian MacKay · direção musical
Anabela Gaspar · iluminista
André Roma · vídeo

>> Mais Informações

Música de Emmanuel Nunes e Vasco Mendonça pelo Remix Ensemble Casa da Música

21 de janeiro, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Peter Eötvös · Fermata
· Vasco Mendonça · Four speeches and a technique (da ópera Bosch Beach)
· Emmanuel Nunes · Duktus

Remix Ensemble Casa da Música
Peter Rundel · direção musical
Christina Daletska · meio-soprano

>> Mais Informações

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música toca obras de Vasco Mendonça e Emmanuel Nunes

20 de janeiro, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Maurice Ravel · Rapsodie Espagnole
· Vasco Mendonça · Group Together, avoid speech
· Emmanuel Nunes · Nachtmusik II

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Sylvain Cambreling · direção musical

>> Mais Informações

GMCL homenagea Jorge Peixinho com residência artística e concerto evocativo

Residência artística Peixinho é fixe
19 de janeiro, 10h30 e 14h30 (para escolas)
20 de janeiro, 16h30

Concerto evocativo do nascimento de Jorge Peixinho
20 de janeiro, 21h30
Casa de Música Jorge Peixinho, Montijo

Programa (residência artística):
· Obras de Jorge Peixinho, Luís Pena e Anton Webern

Programa (concerto):
· Henri Pousser · Duas peças de Votre Faust II
· Anton Webern · Funf geistliche Lieder, Op.15 (números 4 e 5)
· Friedhelm Döhl · 7 Haiku
· Jorge Peixinho · Situações 66 e Canto da Sibila
· Luís Pena · Resonance *

* obra encomendada pelo GMCL/DGArtes

Grupo de Música Contemporânea de Lisboa
Christopher Bochmann · direção musical e comentários

>> Mais Informações

Musica Nova – Alla Ungherese

19 de janeiro, 20h00
Kunstmuseum Reutlingen, Alemanha

Programa:
· Obras de Paulo Bastos, Peter Eötvös, Michael Frank Hagemann, György Kurtág, Wolfgang Rihm, Marco Stroppa, Caspar Johannes Walter + estreias de Manuel Durão e Fredrik Zeller

Duo Jost-Costa
Yseult Jost e Domingos Costa (piano)

>> Mais Informações

Lawrence Axelrod – recital de piano solo com música de compositores portugueses

19 de janeiro, 19h30
Lisboa Incomum, Lisboa

Programa: Portugal from Inside Out
· Jorge Peixinho · Estudo 3
· Sérgio Azevedo · Pequenos Estudos Característicos: Gnomus, Para os acordes, Fogo-fátuo, Märchen, Alucinante, Entrecruzado e Das fontes e repuxos de água
· Carlos Caires · Duetto: Partita, Fantasia, Toccata e Postludio
· Andreia Pinto-Correia · Silêncios, Atmosferas e Utopias
· Eduardo Luis Patriarca · Meditação
· Timothy Ernest Johnson · Terceira de Saudade
· Diogo Alvim · Peça com Vista
· Lawrence Axelrod · (un)settled

Lawrence Axelrod · piano

>> Mais Informações

Happening no Metro de Lisboa assinala edição da ópera Manifesto Nada

17 de janeiro, 17h30-19h30
Estação de Metro do Cais do Sodré, Lisboa

Programa:
A Inestética assinala a edição da ópera Manifesto Nada, do compositor António de Sousa Dias, a partir de Manifestos DADA de Tristan Tzara, com um happening no Metro de Lisboa, onde serão interpretados ao vivo alguns temas do álbum.

A ópera Manifesto Nada de António de Sousa Dias, tem encenação de Alexandre Lyra Leite e interpretação de Rui Baeta (barítono), Joana Manuel (soprano), Célia Teixeira (soprano), Fábio Oliveira (trompete), Philippe Trovão (saxofone tenor), Guilherme Reis (contrabaixo) e António de Sousa Dias (eletrónica).

>> Mais Informações

GMCL — Música para a Modernidade

17 de janeiro, 16h30
Salão Nobre do Departamento de Música da Universidade do Minho, Braga

Programa:
· Henri Pousser · Duas peças de Votre Faust II
· Anton Webern · Fünf geistliche Lieder, Op.15 (números 4 e 5)
· Friedhelm Döhl · 7 Haiku
· Jorge Peixinho · Situações 66 e Canto da Sibila
· Luís Antunes Pena · Resonance *

* estreia mundial (obra encomendada pelo GMCL/DGArtes)

Grupo de Música Contemporânea de Lisboa
Christopher Bochmann · direção musical

>> Mais Informações

Coro Casa da Música interpreta compositores portugueses

14 de janeiro, 18h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Fernando Lopes-Graça · Três Líricas Castelhanas de Camões e Três Canções Regionais Portuguesas
· Duarte Lobo · Responsório de Natal 4-8
· Carlos Caires · Canto o presente, e também o passado e o futuro

Coro Casa da Música
Paul Hillier · direção musical

>> Mais Informações

Paraísos Sinfónicos pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música

12 de janeiro, 21h00
Casa da Música, Porto

Programa:
· Joly Braga Santos · Abertura Sinfónica n.º 2, op. 11
· Sergei Prokofieff · Concerto para piano n.º 5
· Luís de Freitas Branco · Paraísos Artificiais
· Franz Schreker · Memnon, Abertura para uma grande ópera

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música
Stefan Blunier · direção musical
Pedro Emanuel Pereira · piano

>> Mais Informações

Duo Jost-Costa
Kla-Vier Duo · © Lauren Maganete

Concerto de Ano Novo com Kla-Vier Duo

12 de janeiro, 18h00
Salão Nobre do Sport Club Português, Newark, Estados Unidos

Programa:
· António Victorino d’Almeida · Balada op. 126
· Paulo Bastos · Sou já do que fui
· Claude Debussy · Petite Suite
· Sofia Sousa Rocha · Por um dia igual
· Serguei Rachmaninoff · 6 Pieces op. 11

Kla-Vier Duo
Patrícia Ventura e Sónia Amaral (piano)

>> Mais Informações

ECOS DO FUTURO: No breve número de doze meses · recital de Cláudio de Pina (órgão e eletrónica)

7 de janeiro, 17h00
Igreja Paroquial da Nossa Senhora da Ajuda, Lisboa

Programa:
· La Monte Young (n. 1935) · Piano Piece for David Tudor #3 (1960), Composition 1960 #15 (1960)
· Mauricio Kagel (1931-2008) · Rrrrrrr… Rossignols Enrhumés (1980-1981)
· Diogo Alvim (n. 1979) · Peça com Vista (2018)
· Cláudio de Pina (n. 1977) · Quasi-Lontano (2023)

Cláudio de Pina (órgão)

>> Mais Informações

Duo Komorebi
Vítor Vieira (violino) e Filipe Quaresma (violoncelo)

Concerto de Reis · Duo, Violino e Violoncelo

7 de janeiro, 17h00
Auditório da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, Azeitão

Programa:
· Georg Friedrich Händel/ Halvorsen · Passacaglia
· Miguel Azguime · Point Vermeil
· Johann Sebastian Bach · Suite n.º 1
· Maurice Ravel · Sonata

Vítor Vieira (violino) e Filipe Quaresma (violoncelo)

>> Mais Informações

Duo Komorebi
Duo Komorebi · Camila Mandillo (soprano) e João Casimiro de Almeida (piano)

Concerto de Reis · Recital, Árias de Ópera

6 de janeiro, 21h30
Cine-Teatro Camacho Costa, Odemira

Programa:
· Jean-Philippe Rameau · Air de la folie: Aux langueurs d'Apollon (Platée)
· Gioacchino Rossini · La regata veneziana
· Antonio Vivaldi · Agitata da due venti (L’Adelaide)
· Wolfgang Amadeus Mozart · Ruhe Sanft, Mein Holdes Leben (Zaide)
· Henry Purcell · When I am laid in earth (Dido and Aeneas)
· Miguel Azguime · La Terre exterminée ( A Laugh To Cry)
· Richard Strauss · The presentation of the rose (Der Rosenkavalier)
· Charles Gounod · Ah, je ris de me voir si belle (Faust)
· Jules Massenet · Profitons bien de la jeunesse (Manon)
· Giuseppe Verdi · E strano! e strano! … sempre libera (La Traviata

Duo Komorebi
Camila Mandillo (soprano) e João Casimiro de Almeida (piano)

>> Mais Informações

>> Topo

Exposições/ Instalações/ ...

Compositoras · Expo
Expo · Os Grupos Portugueses de Música Contemporânea...

Exposição · Os Grupos Portugueses de Música Contemporânea fundados pelos Compositores da Geração de 60

17 de janeiro – 12 de abril de 2024
Claustros do Edifício dos Congregados, Departamento de Música/ Universidade do Minho, Braga

«A importância dos significativos compositores da denominada de Geração de 60 da criação musical em Portugal, não se circunscreveu à composição. Álvaro Salazar [n. 1938], Cândido Lima [n. 1939], Constança Capdeville [1937-1992] e Jorge Peixinho [1940-1995], marcaram não só pela fértil actividade como criadores de aprofundado interesse técnico e estético, mas também pela profícua operosidade que desenvolveram como informados e requintados divulgadores da criação musical contemporânea que se produzia não só no nosso País, mas igualmente além-fronteiras. Acção da maior importância foi, no entanto, aquela primeiramente delineada por Jorge Peixinho, o mais novo dos quatro citados, quando articula, ainda nos finais dos anos 60, um grupo de intérpretes com o primário objectivo de divulgar a música dos seus dias. Surgia então, formalmente no ano de 1970, o primeiro agrupamento de música mais prospectiva em Portugal — o GRUPO DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA DE LISBOA. Simultaneamente, Cândido Lima, ainda em viagens várias pelo estrangeiro, esboça desde essa mesma altura várias ideias com objectivos idênticos, que viriam a ser oficialmente apresentadas em 1975 e materializadas num efectivo próprio, o GRUPO MUSICA NOVA, cuja primeira apresentação em concerto se deu em 1976, no Porto. Grupos semelhantes foram elaborados por Álvaro Salazar – a OFICINA MUSICAL, fundada em 1978, e, em 1985, e seguindo experiências várias com diferentes formações, o COLECVIVA, idealizado e constituído por Constança Capdeville, este orientado para o teatro-música, grupo verdadeiramente pioneiro em Portugal nesta esfera peculiar. Estes quatro Grupos Portugueses de Música Contemporânea deixaram, paulatinamente, indubitável e indelével marca no panorama da criação musical no nosso espaço luso de todo o último quartel do século XX, imortal actividade que dificilmente a história poderá abafar.»
Pedro Junqueira Maia

>> Mais Informações

Exposição · O Fabricar da Música e do Silêncio – Compositoras Portuguesas/ Séc. XX

14 de fevereiro de 2023, 17h30 (inauguração)
Casa do Professor, Braga

Curadoria: Pedro Junqueira Maia; Comissariado: Catarina Vieira
Mostra em que se apresentam algumas das figuras femininas que elaboraram/ elaboram um trabalho criativo que se aponta como marca indelével para a construção de uma história da música contemporânea em Portugal.

Organização: Casa do Professor/ Braga

>> Concerto · Confluências – Composição no Feminino

>> Conversa · Para uma História da Música Contemporânea em Portugal – Compositoras Portuguesas

>> Mais Informações

Mea [maxima] culpa · projeto com a participação de Patrícia Sucena de Almeida (fotografia) · 232 Celsius (organização Pescada n.º 5)

12 de novembro, 15h00-22h30
13 de novembro, 15h00-18h00
Antiga Coimbra Editora, Rua do Arnado 15, Coimbra

Mea [maxima] culpa

Patrícia Sucena de Almeida - Fotografia
Ana Paula Inácio - Texto
Amândio Costa Bastos - Instalação sonora
Ana Teresa Santos - Interpretação

Fotografia - Exposição | Texto-Recitação - Instalação
Colaboração que interliga várias vertentes que se conjugam numa produção final associada a um espaço específico: Parte I Exposição/Fotografia com a sobreposição de imagens de um relógio e de máquinas de escrever como mecanismos de proibição, repressão e censura donde saem folhas escritas como prova de resistência onde a emoção/dureza nos leva a lugares-comuns que nos garantem um sentido demasiado humano. Parte II Instalação/Texto-Recitação em ritmo de litania, que cruza escrita original com excertos de outros autores num registo afeito ao do ritual religioso da confissão, assumindo a ambiguidade que lhe subjaz: enquanto expia, espia atos pecaminosos, enquanto os expulsa, convoca-os, enquanto deseja esquecê-los, rememora-os, num duplo de subordinação/insubordinação.

O suspiro de uma porta
sobre mil fechos que giram
giram que giram
mil vezes giram
como volteios soprados plo vento
e depois o adventício
os pensamentos cegos
a condição das espécies sub-atómicas
a escrita limpa do corpo
de uma porta,
suspira sus pira susp ira
s_u_s_p_i_r_a


Fahrenheit 451, a temperatura de ignição do papel, é o título de um livro de Ray Bradbury. Descreve um país do nosso futuro onde se realizou esta distopia. Todos os livros foram banidos. Os bombeiros perseguem quem os esconda e queimam impiedosamente os exemplares encontrados. (...) Na memória de alguns, o romance de Bradbury é indissociável das imagens do filme de 1966 de François Truffaut, protagonizado por Julie Christie e Oskar Werner, ingénuos e lindíssimos, no estado da pureza ideológica que os anos 60 do século passado permitiam.
São essas memórias, infiltradas no nosso tempo presente, que os Pescada n.º 5 agora revisitam, povoando com mais de 60 trabalhos os espaços da antiga Coimbra Editora, actual Critical Software. (do texto de Luís Januário)

>> Mais Informações

Exposição · De casa para um mundo · XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira

28 Julho – 9 Outubro
Casa da Cultura Mestre José Rodrigues, Largo S. Sebastião, Alfândega da Fé

A Casa da Cultura Mestre José Rodrigues recebe, a partir de 28 de julho, a exposição De casa para um mundo, um projeto inédito que reúne 15 escritores + 15 artistas plásticos+ 15 compositores.

Trata-se de um projeto artístico inédito, concebido por Manuel de Novaes Cabral e Sobral Centeno, que reuniu, em tempos de pandemia, nomes bem conhecidos das artes visuais e da literatura contemporânea. Maria de Fátima Lambert é a curadora desta exposição que integrou mais tarde, por sugestão de Paula Freire, a área da música.
O resultado foi a criação à distância de obras coletivas que foram dadas a conhecer ao público na XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira, em 2020. A Fundação Bienal de Arte de Cerveira é a entidade promotora das itinerâncias e fiel depositária das obras do projeto.
No total são apresentadas obras de 15 escritores + 15 artistas plásticos+ 15 compositores, colocando em diálogo criadores que não se puderam encontrar, mas que comunicaram através da arte. A iniciativa conta, ainda, com a colaboração dos Designers Beatriz Horta Correia, Francisco Providência, Joana Machado, Miguel Gaspar e Nuno Coutinho.

Artistas representados:
Capicua, Albuquerque Mendes e Ana Seara
Afonso Reis Cabral, Ana Fonseca e Pedro Pinto Figueiredo
Daniel Maia-Pinto Rodrigues, Ana Pérez-Quiroga e Sara Carvalho
Bernardo Pinto de Almeida, António Olaio e Nuno Peixoto de Pinho
Pedro Eiras, Avelino Sá e Jaime Reis
João Gesta, Cristina Ataíde e Ângela da Ponte
Paulo José Miranda, Francisco Laranjo e Inês Badalo
Francisco Duarte Mangas, Graça Pereira Coutinho e António Pinho Vargas
Maria do Rosário Pedreira, Isaque Pinheiro e Carlos Marecos
Rosa Alice Branco, Susana Piteira e Francisco Monteiro
Nuno Higino, Jorge Abade e Carlos Caires
Gonçalo M. Tavares, Pedro Calapez e Sérgio Azevedo
Hugo Mezena, Pedro Tudela e Isabel Pires
Manuel Novaes Cabral, Sobral Centeno e Luís Soldado
Filipa Leal, Zulmiro de Carvalho e António Victorino D’Almeida

>> Mais Informações

Exposição · Ser Músico em Portugal (1750-1985) uma viagem pela história do associativismo musical em Portugal

2 de Julho – 6 de Novembro
Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria, Monte Estoril

O projecto de investigação PROFMUS – Ser músico em Portugal: a condição socioprofissional dos músicos em Lisboa (1750-1985) apresenta a Exposição SER MÚSICO EM PORTUGAL (1750-1985), com inauguração a 2 de Julho de 2022, pelas 15 horas, no Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria (Monte Estoril), ficando patente até 6 de Novembro de 2022.

Trata-se de uma iniciativa inédita e pioneira que reúne uma selecção de documentos e outras peças de enorme valor e interesse patrimonial, provenientes dos arquivos históricos da Irmandade de Santa Cecília e do Montepio Filarmónico, ambos localizados na Basílica dos Mártires, e do Arquivo Histórico do Sindicato dos Músicos, depositado no Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria.
Esta exposição trará pela primeira vez ao público uma extraordinária riqueza documental conservada nestes acervos, que é uma fonte essencial para a história da vida musical em Portugal entre o final do Antigo Regime, quando se dá um crescimento no associativismo musical dos músicos portugueses, até à integração de Portugal na então CEE (1985), e ao consequente início da livre circulação dos profissionais da música no mercado de trabalho europeu.
Documentar e trazer a lume a forma como as associações e os músicos se organizaram profissionalmente ao longo deste largo período, visa estimular novos olhares sobre as condições da actividade musical quotidiana em Portugal, um património imaterial histórico riquíssimo que importa preservar, estudar e salvaguardar.

A inauguração da exposição Ser Músico em Portugal (1750-1985), com produção e curadoria dos investigadores Cristina Fernandes, Manuel Deniz Silva e Tiago Manuel da Hora, é integrada no congresso internacional A música como profissão: estatuto, carreiras e associativismo, igualmente organizado pelo PROFMUS (30 de Junho – 2 de Julho).

Congresso · A música como profissão: estatuto, carreiras e associativismo (30 de Junho – 2 de Julho)

>> Mais Informações

Sondando Conflito: Uma Performance em Cinco Atos · Pedro Rebelo, com Matilde Meireles, em colaboração com Tinderbox Theatre Company

8-16 de Julho
Jardins Efémeros, Viseu, Portugal

10 de Junho-16 de Julho
Museu da Maré, Rio de Janeiro, Brasil

A instalação Sondando Conflito criada por Pedro Rebelo com Matilde Meireles é focada numa performance filmada de 30 minutos dirigida por Patrick J O’Reilly com os performers Joe Loane e Keith Singleton (Tinderbox Theatre Company). A peça tem como objetivo agregar vários elementos colectados durante trabalho de campo no projeto “Sounding Conflict” no Médio Oriente, Irlanda do Norte e Brasil.

A instalação projeta no espaço da galeria duas personagens insistindo de uma forma cíclica em gestos e ações que sugerem estados de destruição, reconstrução de uma casa, muro ou cidade…. Estruturada em cinco atos e uma coda, a performance filmada reflete atos de resistência, reconciliação e resiliência na forma em como duas personagens navegam um mundo construídos de tijolos. O filme questiona o que um muro faz a uma comunidade. É proteção ou fronteira? Quem constrói o muro para quem? Enquadrado nos conceitos de resistência, resiliência e reconciliação, o filme é uma investigação performativa sobre relações de poder, politicas de espaço e identidade.

A capacidade do som de criar espaços e materializar ação é explorada através de um ambiente sonoro que constantemente se altera entre a concretização da construção e destruição, a paisagem sonora e referencias a Hip Hop da Síria, Brasil e Irlanda do Norte. O trabalho sonoro inclui gravações sonoras destes locais, bem como sons de arquivo da BBC gravados durante os anos 70 na Irlanda do Norte durante o conflito armado conhecido como os Troubles. As convenções globais do Hip Hop em combinação com as suas notáveis variantes locais apresentam uma palete sonora na questão do papel da música criada no contexto de uma situação de conflito.

>> Mais Informações (Jardins Efémeros)
>> Mais Informações (Museu da Maré)

Sede – Jardins Efémeros, Viseu


Museu da Maré, Rio de Janeiro

CAIU A NOITE · Exposição com criações de Patrícia Sucena de Almeida

9 de Abril – 26 de Junho
Edifício Chiado – Museu da Cidade de Coimbra

«CAIU A NOITE trata de um conjunto de trabalhos do Colectivo Pescada n.º 5 que transitaram da sua última exposição no Paço dos Condes de Tentúgal, que tinha como mote a celebração da Primavera. Contudo, depois de um belo dia de sol, cantares e variações artísticas, chegou inevitavelmente, a noite.»

Exposição inserida na Programação Convergente do Anozero 21-22 Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra.

>> Mais Informações

Música de Filipe Lopes na instalação Selva Coragem

18 de Março – 25 de Abril
Sala Pátria, Casa da Memória de Guimarães

· Selva Coragem · Teatro do Frio

Selva Coragem é um projecto construído com a comunidade, a partir de plantas emprestadas pelos habitantes locais. Toda a população pode contribuir para esta instalação, emprestando plantas de diferentes tipos.
Esta “matéria verde e viva” – cheia das memórias e dos significados que cada pessoa atribui às plantas que cuida – será a base para criar uma grande instalação vegetal e sonora, uma “pequena selva colaborativa”, que terá no seu interior diferentes espaços para estar, ouvir, conversar ou contemplar. No final do projeto, as plantas retornarão à sua casa com outras memórias, na perspetiva de um outro futuro, em que vegetal e humano não estejam tão separados.

Direção Artística · Rodrigo Malvar e Catarina Lacerda
Dramaturgia · Catarina Lacerda
Textos · Catarina Lacerda, Emanuele Coccia, Contos Yanomani
Composição Eletrónica · Rodrigo Malvar
Voz Gravada · Ece Candil, Bruno Pereira, Rodrigo Malvar e Catarina Lacerda
Composição Escultórica · Filipe Tootill
Objetos sónicos · Emanuel Santos
Desenho de Luz · João Abreu
Registo Vídeo · João Miguel Ferreira
Design de comunicação · Gil Mac
Assessoria de imprensa · Patrícia Barbosa
Produção Executiva · Natasha Bulha Costa

>> Mais Informações

É PRIMAVERA NO PAÇO · Exposição-Festa com criações de Patrícia Sucena de Almeida

2 de Abril, 15h00-23h30
Paço dos Condes de Tentúgal

É PRIMAVERA NO PAÇO é uma Exposição-Festa, organizada pelos Pescada Número 5, de celebração da Primavera.
Decorre no sábado, 2 de Abril, das 15:00-23:30, no Paço dos Condes de Tentúgal, dando a conhecer um espaço que foi marcante nas vidas do Baixo Mondego e na história do país.
Para os visitantes será uma experiência marcante a descoberta deste espaço residencial nobre, abandonado – durante o dia mas também à noite graças a uma proposta de iluminação que irá revelar um outro espírito do lugar – com mais de 50 trabalhos artísticos e performances, ocupando vários espaços do palácio ducal e os terrenos adjacentes.

A participação de Patrícia Sucena de Almeida neste colectivo inclui dois projectos:

· Insomnia – video e fotografia por Daniel Antero e Patrícia Sucena de Almeida
Pretende-se refletir sobre o desespero e a dor através de uma exploração dos ‘movimentos’ de um olho e da sua íris. A dificuldade em ‘encarar’ a mudança do mundo de hoje e a resolução dos seus problemas e a insónia constante dos que se preocupam, sendo esse um estado normal.

· Illusionis – fotografia e texto por Patrícia Sucena de Almeida e Ana Paula Inácio
‘Linhas’ – visual/ textual – que se aproximam e afastam em momentos reais e ilusórios formando uma unidade em sintonia criativa. Confusão entre o que existe e o que não existe, um devaneio, um sonho, com a intenção de enganar, mentir ou de criar uma outra ‘realidade’. Ou será a ilusão a realidade e a realidade uma ilusão?

>> Mais Informações

Música de Diogo Alvim na exposição Cisnografia

7 de Dezembro – 27 de Fevereiro
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Cisnografia é um projeto de cruzamento disciplinar que repensa e trabalha sobre suportes de criação e apresentação das artes performativas, recorrendo a objetos da história da Dança, composição coreográfica, composição musical e cinema.
Enquanto elemento coreográfico e musical, consiste no desafio à composição e reescrita do 13.º movimento Le Cygne da Suite Le Carnaval des Animaux de Camille Saint-Säens. Esta obra resulta do desafio feito a treze coreógrafos/intérpretes/performers e um compositor, para, individualmente reescreverem a sua morte do cisne, de acordo com as linguagens pessoais e códigos de trabalho. Cada solo foi filmado nas diversas salas no Museu Nacional de Arte Antiga, permitindo composições que se relacionam intimamente com as obras e espaços.

Conceção e realização Luiz Antunes • Direção artística e desenvolvimento do projeto André Mendes, Luiz Antunes • Artistas convidados Ana Moreno, Allan Falieri, David Marques, Guilherme Leal, Joana Castro, Luiz Antunes, Marco da Silva Ferreira, Maurícia | Neves, São Castro, Nina Botkay, Tânia Carvalho, Thamiris Carvalho, Vasco Araújo • Composição Musical Diogo Alvim • Direção de fotografia Margarida Dias • Câmera e edição Tomás Pereira • Assistente de câmera Laura Dias • Produção Heurtebise • Comunicação e programação digital Marco Oliveira • Tradução Francisco da Silva Pereira • Suporte técnico e implementação Balaclava Noir • Parceria institucional Museu Nacional de Arte Antiga • Parceiros 23 Milhas, Câmara Municipal do Fundão, Museu Nacional de Arte Antiga, Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea, Rua das Gaivotas 6 • Apoio Direção-Geral das Artes – Ministério da Cultura

>> Mais Informações

Exposição Colectiva: Admirável Mundo Novo · com Patrícia Sucena de Almeida

9 de Outubro, das 15h00 às 23h00
Sociedade de Porcelanas de Coimbra – Arregaça

O Grupo Pescada N.º 5 e a Associação Há Baixa vão realizar a exposição coletiva “O Admirável Mundo Novo", que decorrerá no próximo dia 9 de outubro, com início pelas 15h00, no espaço fabril da Sociedade de Porcelanas de Coimbra, situado na Arregaça.
Serão 500 metros de percurso seguro, profusamente iluminado, de sentido único com 45 pontos de paragem nos vários pavilhões fabris: instalação, video, escultura, desenho, pintura, fotografia, performances musicais.

ORGANIZAÇÃO:
Colectivo Pescada N.º 5

CO-ORGANIZAÇÃO: Associação Há Baixa

COM O APOIO do Município de Coimbra, da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, Bombeiros Voluntários de Coimbra, Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro e Associação Portuguesa das Indústrias de Cerâmica e de Cristalaria.

>> Mais Informações

Mondego: o rio está em todo o lugar ao mesmo tempo · de Pedro Rebelo

30 de Agosto – 5 de Setembro, 15h00-20h00
Dar a Ouvir. Paisagens Sonoras da Cidade, Convento São Francisco, Coimbra

· Mondego: o rio está em todo o lugar ao mesmo tempo · projecto participativo de Pedro Rebelo

Concepção, pesquisa, trabalho de campo, entrevistas, recolhas sonoras, execução da instalação · Pedro Rebelo
Fotografia · Geraldine Timlin

A instalação Mondego: o rio está em todo o lugar ao mesmo tempo convida comunidades associadas ao rio Mondego a participar num projecto que visa articular o impacto da ação humana no ambiente.
O projecto centra-se na escuta e na experiência in situ ao longo do rio e documenta as qualidades naturais dos espaços, tais como o impacto da poluição e a intervenção humana. O rio Mondego, o mais longo exclusivamente em território português, é aqui explorado do ponto de vista da transformação da paisagem sonora e do seu impacto em comunidades humanas e não-humanas.
A materialidade sonora, orgânica e residual do Mondego, é expressa de forma escultórica num ambiente imersivo e interactivo, convidando o público a reflectir a presença e pertença da humanidade na natureza.

>> Mais Informações

Across and In-Between: Suzanne Lacy e Pedro Rebelo

12 de Junho – 14 de Agosto
Golden Thread Gallery, Belfast

· Across and In-Between · instalação de Suzanne Lacy criada em colaboração com Pedro Rebelo

Encomenda: 14-18 NOW e Belfast International Arts Festival

>> Mais Informações
>> Mais Informações

>> Topo

Concertos & Espectáculos

Encontros & Conferências

Concursos & Calls

>> Topo

 

 

 

Espaço Crítica para a Nova Música

 

MIC.PT · Catálogo de Partituras

 

MIC.PT · YouTube