Intérpretes

Entrevista
Bibliografia
Discografia
Áudio
Imagens
Vídeos
Multimédia
Programa Rádio
Programa Televisão
Outros
Dados de compositor
A "Orquestra Sinfónica Portuguesa" (OSP), actualmente com 110 instrumentistas, foi criada em 1993 e colocada, posteriormente, sob a administração do Teatro Nacional de São Carlos. Desde 1996, tem vindo a desenvolver actividade sinfónica, a qual, para além da sua série regular de concertos, tem incluído concertos de descentralização, participações em festivais de música e concertos para jovens. Colabora regularmente com a Radiodifusão Portuguesa através da transmissão dos seus concertos pela Antena 2 "Rádio Clássica" e da participação em iniciativas da própria RDP, a saber: Prémio Pedro de Freitas Branco para Jovens Chefes de Orquestra, Prémio Jovens Músicos-RDP e Tribuna Internacional de Jovens Intérpretes. No âmbito de outras colaborações destaque-se também a sua presença nos seguintes acontecimentos: produção da Radiotelevisão Portuguesa do 8.º Torneio Eurovisão de Jovens Músicos, transmitido pela Eurovisão para cerca de quinze países (1996); concerto de encerramento do 47º Festival Internacional de Música y Danza de Granada (1997); concerto de Gala de Abertura da Feira do Livro de Frankfurt; concerto de encerramento da Expo'98; e dois concertos no âmbito do Festival de Música Contemporânea de Alicante (2000). A orquestra tem sido dirigida em concertos e em récitas de ópera por notáveis chefes de orquestra, tais como Rafael Frühbeck de Burgos, Wolfgang Rennert, Alain Lombard, Maxim Chostakovitch, Nello Santi, Alberto Zedda, Harry Christophers, George Pehlivanian, Michel Plasson, Michael Zilm e o compositor e maestro polaco Krzysztof Penderecki. De entre os cantores que já acompanhou, destaquem-se Gwyneth Jones, Mirella Freni, Teresa Berganza, José Carreras, Marilyn Horne, Edita Gruberova, Chris Merritt, Anna Tomowa-Sintow, James Morris, Giusy Devinu, Deborah Voigt e ainda os solistas Alicia de Larrocha, Nella Maissa, Rudolph Buchbinder, Cristina Ortiz, Régis Pasquier, Gerardo Ribeiro, Shlomo Mintz, Pepe Romero, Ana Bela Chaves, Tania Achot, Vladimir Viardo, Sequeira Costa e Pedro Burmester. A discografia da OSP conta com dois CD's, para a etiqueta Marco Polo, com as Sinfonias Nº 1 e Nº 5, e Nº 3 e Nº 6, de Joly Braga Santos, sob a direcção do seu primeiro maestro titular, Álvaro Cassuto. José Ramón Encinar foi o Maestro Titular entre Outubro de 1999 e Abril de 2001. Entre 1997 e Abril de 2001, Wolfgang Rennert desempenhou o cargo de Maestro Convidado Principal. Zoltán Peskó assumiu o cargo de Maestro Titular da Orquestra Sinfónica Portuguesa do TNSC em Setembro de 2001.