Compositores

Foto
Obras
Entrevista
Bibliografia
Partituras
Discografia
Áudio
Imagens
Vídeos
Multimédia
Programa Rádio
Programa Televisão
Outros
Dados de intérprete
João Castro Pinto (Lisboa, 1977) iniciou a sua actividade como artista sonoro e intermedia em meados dos anos 90. A sua produção sonora situa-se entre os domínios de field recordings / soundscape composition, drone, live electronics, música electroacústica e acusmática. Entre 2002 e 2005 foi director artístico / produtor do Hertzoscópio - Festival de Arte Experimental e Transdisciplinar [ http://www.hertzoscopio.com ]. Apesar de ter contado somente com duas edições e uma extensão (2003 | 2004 e 2005), o Hertzoscópio contribuiu para a divulgação do trabalho de artistas consagrados nacionais e internacionais, bem como de artistas emergentes, numa lógica de encontro experimental e transdisciplinar de várias expressões artísticas (música, intermedia, vídeo-arte, instalações). O percurso académico de Castro Pinto reflecte-se nos seus trabalhos, na medida em que indicia as suas preocupações / interesses artísticos. Licenciou-se em Filosofia pela F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa, encontrando-se actualmente concentrado na conclusão dos estudos de Doutoramento em Ciência e Tecnologia das Artes (informática musical – soundscape composition) na Universidade Católica Portuguesa, no C.I.T.A.R. – Centro de Investigação em Cência e Tecnologia das Artes, onde é actualmente investigador. Frequentou, entre 2000 e 2013, masterclasses, palestras e cursos no âmbito da composição electroacústica e processamento sonoro, organizados pela Miso Music Portugal, com os seguintes compositores: Bernard Parmegiani, Trevor Wishart, Barry Truax, John Chowning, Simon Emmerson, Eduardo Reck Miranda, Takayuki Rai, Morton Subotnick, François Bayle, Francis Dhomont, Bertrand Dubedout, Miguel Azguime e António de Sousa Dias. Foi laureado com o prémio Jovens Criadores 1999, com a Bolsa Ernesto de Sousa 2001 (Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e Experimental Intermedia Foundation) e com o prémio internacional Pépinières Européennes Pour Jeunes Artistes 2002. Realizou várias residências artísticas, das quais se destacam: Experimental Intermedia Foundation 2001 [NYC - USA] (com o projecto intermedia A Sense of Flow), Fournos Center for Digital Art 2003 [Atenas - Grécia] (com o projecto intermedia Cont@mination), Estúdios de Música Electrónica da Universidade Metropolitana de Leeds 2013 (onde compôs a peça de 8 canais Simulacra – on discrete movements and textures) e L.E.C. – Laboratório de Criação Electroacústica 2013, da Miso Music Portugal, onde compôs uma nova peça para 8 canais. Participou como orador, tendo produzido artigos para o efeito, nas seguintes conferências e simpósios: - 1o Simpósio de Ecologia Acústica 2013 @ Universidade de Kent, Inglaterra. - KEAMSAC - Korean Electroacoustic Music Society Annual Conference - 2012 @ Universidade Nacional de Seoul. - Encontros Alcultur 2005 @ Universidade de Faro. - Múltiplas Percepções _ 3o ciclo de conferências 2003 - “Música, 3-D abstracto, poesia: UTOPIAS“ @ Casa d’Os Dias da Água, Lisboa. J. Castro Pinto tem apresentado, regularmente, o seu trabalho em Portugal e no estrangeiro em mais de 100 performances / concertos pela Europa, América e Ásia, em cidades como: N.Y.C., Iowa, Seul, Berlim, Colónia, Dortmund, Munique, Munster, Viena, Klosterneuburg, Graz, Bolognano, Atenas, Leeds, Birmingham, Uden, Lisboa, Porto, Faro e actuado em festivais e venues como: X Echochroma [Leeds, UK], Seoul International Computer Music Festival 2012, Música Viva, Dotolimpic – Festival for Experimental and Improvised Music 2012 [Seul], Ostinato Festival [República Checa], Aveiro Síntese - 1o Festival de Música Electroacústica de Aveiro 2002, Experimental Intermedia Foundation [N.Y.C. – E.U.A.], PNEM Sound Art Festival [Holanda], O.R.F.’s KunstRadio-RadioKunst (Radiodifusão Austríaca), Interpenetration Festival (Áustria), Museu Sammlung Essl [Áustria], Museu de Arte da Universidade de Iowa [Iowa, E.U.A.], Fundação Calouste Gulbenkian - Centro de Arte Moderna, Centro Cultural de Belém, Casa da Música [Porto], Fundação de Serralves [Casa de Serralves - Porto], Centro Cultural Vila Flor [Guimarães], entre outros. Colabora frequentemente com artistas nacionais e internacionais de renome como: Tom Hamilton, Karlheinz Essl, Bernhard Loibner, Boris Hauf, Michael Fischer, Gilles Aubry, Thollem Mcdonas, O.Blaat, Koji Asano, Nathan Fuhr, Coti, John Grzinich, Vienna Improvisers Orchestra, Variable Geometry Orchestra, Ernesto Rodrigues, Sei Miguel, Anisotropus, Anastasis Grivas, Blaise Siwula, Jeremy Bernstein, Kurt Ralske, entre outros. Editou várias peças / álbuns [solo, colaborações e compilações] pelas editoras: OtO (Japão), Sirr-ecords (PT), Creative Sources Recordings (PT), Triple Bath (Grécia), Grain Of Sound (PT), Variz e Useless Poorductions (PT). LINKS EXTERNOS João Castro Pinto SoundCloud MySpace