Álvaro Salazar Em Foco no MIC.PT em Novembro
Em 2018 Álvaro Salazar celebra o seu 80.º aniversário, motivo para a secção Em Foco do MIC.PT em Novembro ser dedicada a este compositor, maestro e musicólogo, cuja obra constitui um ponto de referência na cultura portuguesa contemporânea.
Nascido no Porto em 1938, Álvaro Salazar foi um dos primeiros compositores portugueses a fazer uma investigação específica no que diz respeito à música concreta e electroacústica. Em 1965 decidiu destruir todas as obras que tinha apresentado até então, tendo considerado a sua linguagem incoerente e ultrapassada. A partir deste ponto a sua música ganha personalidade e apresenta um gosto particular pelas texturas em que os objectos sonoros são esculpidos pelo silêncio. Mesmo que frequentemente tenha sido classificado como compositor serialista, o seu catálogo (após 1965) não contém nenhuma obra dodecafónica. As influências à sua gramática musical incluem não apenas a Segunda Escola de Viena mas também Edgar Varése, Morton Feldman e Franco Donatoni, entre outros.
Em 1978 Álvaro Salazar fundou a Oficina Musical grupo dedicado ao estudo e divulgação da nova música. Enquanto maestro devem-se-lhe primeiras audições portuguesas de autores tão significativos como Janáček, Ives, Webern, Varèse, Eisler, Feldman, Ligeti, entre muitos outros.
Este mês (re)descubram a obra de Álvaro Salazar, visitando a secção Em Foco do MIC.PT onde publicamos uma conversa com o compositor realizada em Outubro passado. Esta entrevista fará também parte de mais um Dossier do MIC.PT dedicado a Álvaro Salazar, cujo lançamento decorrerá num dos próximos meses.
Foto: Álvaro Salazar . © Bruno Nacarato
actividades dos compositores editados pelo MIC​.​PT
Diogo da Costa Ferreira

Multidão, para con-tratenor e ensemble instrumental, é um projecto em que participam três compositores do Departamento de Composição da ESML – Escola Superior de Música de Lisboa, entre os quais Diogo da Costa Ferreira – compositor editado pelo MIC.PT. A história deste monodrama fala-nos de Rui, um rapaz com problemas de esquizofrenia e múltiplas personalidades, e do seu percurso pela vida em convívio com as várias “vozes” que tem dentro de si. Dessas “vozes” destacam-se três, exploradas pelos compositores em cada uma das três partes do libreto da autoria de Nuno Cruz: Pedro F. Finisterra em Primeiro; Miguel Diniz em Vera; e Diogo da Costa Ferreira em Aquele. O espectáculo de estreia da obra Multidão, na interpretação de Rui Vieira (contratenor), vários músicos da ESML e Diogo da Costa Ferreira (direcção musical), irá decorrer no próximo dia 16 de Novembro no Teatro Thalia em Lisboa.
Gonçalo Gato

#where_we’re_going​ (2018) para ensem-ble instrumental é uma nova obra de Gonçalo Gato que será estreada pelo Remix Ensemble Ca-sa da Música a 4 de Novembro. A peça deste compositor editado pelo MIC.PT, que lhe foi encomendada no âmbito da sua residência artística na Casa da Música a decorrer na Temporada 2018/19, é dedicada ao compositor e maestro Christopher Bochmann, e abrirá um concerto que no programa inclui também a música de Johannes Maria Staud, assim como um percurso por peças da música setecentista da autoria de William Corbett, Domenico Scarlatti e Carlos Seixas, na interpretação da Orquestra Barroca da Casa da Música e Andreas Staier.
Miguel Azguime

Na segunda metade de Novembro Mi-guel Azguime estará no Canadá para participar na Inter-national Conference on Mixed Music Pedagogy (Universidade McGill, Montreal), no contexto da qual conduzirá uma Workshop – Composing and performing mixed music – e uma Masterclass para os compositores da Universidade McGill. A 19 de Novembro em Montreal irá decorrer um espectáculo pelo Sond'Ar-te Electric Ensemble dirigido por Guillaume Bourgogne, que incluirá duas obras deste compositor editado pelo MIC.PT: (ThS)inking Survival Kit (2010); e Trabalhos da Madeira (2017). Também este mês: no dia 7, a peça electroacústica de Miguel Azguime Liquidus Sonorus Luminaris (2005) será apresentada no âmbito da CreativeFest #12 no O'culto da Ajuda; no dia 10 no Festival Bernaola de Vitoria-Gasteiz (Espanha) decorrerá a estreia da peça Orbital Shift Varia-tions in Space (2017-18) pelo Drumming Marimba Quartet; e no dia 27, no O'culto da Ajuda, Jorge Alves (viola) estreará a obra Dedans-Dehors (2018) de Miguel Azguime.
Filipe Lopes

O filme experimental Cimbalino, baseado na obra de Filipe Lopes Sons que ca-bem num cimbalino​ (2011) para guitarra eléctrica e electróni-ca em tempo real, e realizado por Jerónimo Rocha, foi seleccionado para 24.ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português, a decorrer entre os dias 23 de Novembro e 1 de Dezembro em Coimbra. Também este mês, no dia 10 em Matosinhos, o Quarteto de Cordas de Matosinhos estreará uma nova obra de Filipe Lopes – Clusia Rosea. "Acho que os compositores têm um papel importante na perpetuação da actividade da composição musical como uma forma de pesquisa, de emancipação e, sobretudo, como uma forma de exercer liberdade. O papel do compositor é ser curioso, não é apenas ser «fazedor» de música" – disse este compositor editado pelo MIC.PT na entrevista dada ao MIC.PT em Abril de 2016.
João Pedro Oliveira

No dia 7 de Novem-bro a vídeo-música Neshamah​ (2016) de João Pedro Oliveira será a-presentada em Oslo pelo EAU – Electric Audio Unit, um colectivo norueguês dedicado à interpretação da música electroacústica, que se especializa em organização e execução de experiências sonoras e visuais imersivas, dando espectáculos no mundo inteiro. Este mês outra obra deste compositor editado pelo MIC.PT – Tesseract (2017; vídeo-música) – será apresentada em San Gimignano na Itália no âmbito da secção VisionArt do Festival Visionaria (10-18 de Novembro), para o qual foi seleccionada entre várias outras peças finalistas. Adicionalmente – João Pedro Oliveira é compositor em destaque no Grains of Sound Festival (San Francisco, Estados Unidos), onde a 27 de Novembro será também apresentada a peça Tesseract; e a versão electroacústica de 'Âphâr (2007) está incluída no programa do Ciclo de Concertos de Música Eletroacústica de Querétaro no Mé-xico (28-30 de Novembro).
Luís Antunes Pena

A 31 de Outubro no espaço LTK4 em Colónia foi inaugu-rada a exposição Open Call – Schau-sammlung '18 que inclui uma instalação de Luís Antunes Pena para oito megafones e 16 relés, e que estará aberta ao público até ao fim deste mês. Adicionalmente, em Novembro a música deste compositor editado pelo MIC.PT será apresentada em três países europeus: no dia 5 na Igreja de São Francisco em Pontevedra na Espanha, o violoncelista Thomas Piel interpretará a peça ...winterlich ruhende Erde... (2000); no dia 6 na KunstKulturKirche Allerheiligen em Frankfurt na Alemanha decorrerá um concerto com duas obras de Luís Antunes Pena para solistas e electrónica – Im Rauschen, Cantabile (2012) e Três quadros sobre pedra (2008); e no dia 19 no Huddersfield Contemporary Music Festival no Reino Unido, Heather Roche (clarinete) e Eva Zöllner (acordeão) interpretarão a peça The Hunter (2017).
NCMM 2018

Daniel Moreira, Gon-çalo Gato, Igor C. Silva, João Pedro Oliveira, Sara Car-valho e Paulo Ferreira-Lopes – são os compositores e-ditados pelo MIC.PT que entre muitos outros criadores, músicos, musicólogos e investigadores de Portugal e do mundo inteiro, participarão na conferência NCMM 2018 – Nova Contemporary Music Meeting, que irá decorrer nos dias 21-23 de Novembro em Lisboa (Palácio Fronteira e ESML – Escola Superior de Música de Lisboa). O NCMM é um evento internacional, de periodicidade bienal, focado na variedade de assuntos relacionados com a música desde o início do século XX. Esta iniciativa, lançada pelo Grupo de Investigação em Música Contemporânea da CESEM – Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical na Universidade NOVA de Lisboa, é uma contribuição ao desenvolvimento de uma investigação multidisciplinar e colaborativa no campo da criação musical contemporânea.
 
música hoje na antena 2
2 de Novembro de 2018, à 1h00
Na 1.ª Pessoa . Ernesto Rodrigues

Na 1.ª Pessoa, ciclo de conversas com os compositores portugueses dos séculos XX e XXI – que estarão quinzenalmente à conversa com Pedro Boléo – prossegue com uma entrevista a Ernesto Rodrigues a propósito do seu trabalho como compositor, improvisador e criador da Creative Sources, projecto editorial e plataforma de divulgação da música experimental em Portugal. A entrevista é motivada também pela realização do próximo CreativeFest, a decorrer no O'culto da Ajuda em Lisboa (5-10 de Novembro). O programa terá espaço ainda para a audição de algumas das criações de Ernesto Rodrigues feitas com outros músicos, em gravações escolhidas pelo próprio.

16 de Novembro de 2018, à 1h00
Na 1.ª Pessoa . João Castro Pinto

Música Hoje prossegue o ciclo Na 1.ª Pessoa com uma entrevista a João Castro Pinto, a propósito também de um concerto com obras suas no O’culto da Ajuda, sala da Miso Music Portugal, no dia 24 de Novembro. João Castro Pinto iniciou a sua actividade como compositor, artista sonoro e intermedia na segunda metade dos anos 90. A sua produção artística situa-se entre os domínios da soundscape composition/field recordings, live electronics (solo e com instrumentistas), música electroacústica e acusmática. Editou recentemente (na Miso Records) um conjunto das suas mais significativas obras acusmáticas, intitulado Esofonia (1999-2017).

30 de Novembro de 2018, à 1h00
Na 1.ª Pessoa . Bruno Gabirro

O ciclo de entrevistas a compositores portugueses da actualidade prossegue com uma entrevista a Bruno Gabirro, compositor com obra editada pelo MIC.PT. Este mês Bruno Gabirro apresenta uma nova obra para viola, em recital por Jorge Alves a decorrer a 27 de Novembro no O’culto da Ajuda. O compositor prepara também um projecto de ópera, que será também um dos motivos da conversa. Bruno Gabirro compõe para as mais variadas formações instrumentais, desde peças a solo até música orquestral, para além de obras com processamento electrónico do som em tempo real. Uma oportunidade para conhecer melhor o compositor e a sua música, em mais uma conversa Na 1.ª Pessoa.
Partituras editadas pelo MIC​.​PT
A edição de partituras pelo MIC.PT tem como alvo a distribuição de partituras de obras de compositores portugueses, fomentando a escolha de obras portuguesas por parte de músicos e programadores; e ainda o seu estudo no meio académico.

Novas partituras editadas pelo MIC.PT:
Christopher Bochmann (CB0119)
Uma grande razão (2017)
barítono e orquestra
Christopher Bochmann (CB0120)
Ponteio (2016)
chocalhofone
Christopher Bochmann (CB0121)
Vendaval (2017)
saxofone alto e orquestra de sopros
David Miguel (DMig0001)
Sorrow came and wept (2018)
coro misto e orquestra de cordas
David Miguel (DMig0002)
Scordabasso (2004)
quarteto de contrabaixos
David Miguel (DMig0003)
Quarteto 5.1 (2005)
quarteto de clarinetes
novos CD no MIC​.​PT
Hugo Vasco Reis . I am (k)not

Obras acusmáticas de Hugo Vasco Reis: Moment(o) Zero . A Cor do Pensamento . Súbita Escuridão . Pulsação Infinita . Eco de Cristal . Sons Umbilicais


Edição: Hugo Vasco Reis
estreias recentes
Jaime Reis
Aera Excipere
1 de Outubro, Mairie du 17e arrondissement de Paris, França
Orchestre de Flûtes Français
Marc Hajjar . direcção
Mariana Vieira
Suspire
1 de Outubro, Mairie du 17e arrondissement de Paris, França
Orchestre de Flûtes Français
Marc Hajjar . direcção
Jorge Salgueiro
Coffee Break
1 de Outubro, Cine-Teatro Paraíso, Tomar
Simantra – Grupo de Percussão
Banda da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais
Nuno Leal . direcção
Igor C. Silva
Sweet Data (no amnesia)
4 de Outubro, Academia NanoDrumming, Auditório da FEUP, Porto
Drumming – Grupo de Percussão
Participantes da Academia NanoDrumming
João Tiago Dias . percussão
Gonçalo Gato
Elementos
9 de Outubro, Casa da Música, Porto
Trio Adamastor
Francisco Henriques . violino
Pedro Massarrão . violoncelo
José Ribeiro . piano
Paulo Bastos
Transbucólicas
14 de Outubro, Cine-Teatro Municipal de Gouveia
Quarteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia Diogo Costa (violino) . Cláudio Soares (violino)
Mariana Moreira (viola) . Joana Carvalho (violoncelo)
João Pedro Oliveira
La mer émeraude
27 de Outubro, Festival l'Espace du Som, Théâtre Marni, Bruxelas, Bélgica
música electroacústica
César Viana
Hamelin
30 de Outubro, O'culto da Ajuda, Lisboa
António Carrilho . flauta de bisel
Daniel Schvetz
Três motivos
30 de Outubro, O'culto da Ajuda, Lisboa
António Carrilho . flauta de bisel
Katharine Rawdon
Broadway Boogie Woogie
30 de Outubro, O'culto da Ajuda, Lisboa
António Carrilho . flauta de bisel
Miguel Azguime
Feedback Orders
30 de Outubro, O'culto da Ajuda, Lisboa
António Carrilho . flautas de bisel
Festivais de Outono '18 em Aveiro

Com a direcção artística de António Chagas Rosa – compositor editado pelo MIC.PT – os Festivais de Outono '18 decorrerão até ao dia 28 de Novembro em vários locais de Aveiro (DeCA da Universidade de Aveiro, Museu de Aveiro e Teatro Aveirense). A pro-gramação deste evento inclui a música de criadores portugueses dos séculos XX e XXI (António Fragoso, Fernando Lopes-Graça, Ivan Moody [estreia de Trilogy sobre a poesia de Lorca], Vianna da Motta, Vasco Negreiros, Filipe Pires, Álvaro Salazar e Gerson de Sousa Batista [estreia absoluta da peça A dança no tempo]), entre os quais vários compositores editados pelo MIC.PT: Igor C. Silva, cuja obra Numb (2015) para saxofone barítono e electrónica será apresentada por Henrique Portovedo no dia 6; e ainda no dia 17 no contexto do Festival de Piano dos Festivais de Outono '18, Ana Telles interpretará Lysozyme Synthesis (2003) de Jaime Reis, Ethnon – Canto do Paraíso (2010-12) de Cândido Lima e vários excertos dos Estudos Literários – Retratos (2014) de João Madureira.
Recital para viola
no O'culto da Ajuda

A 27 de Novembro no O'culto da Ajuda em Lisboa irá decorrer o recital para viola por Jorge Alves, que no programa inclui estreias de obras criadas pelos três compositores editados pelo MIC.PT: GS65 de Jaime Reis, ... .. de Bruno Gabirro, e ainda Dedans-Dehors de Miguel Azguime. Neste concerto Jorge Alves interpretará também peças de Gérard Grisey (Prologue) e Armando Santiago (Neume III). Como diz o violista: "Reencontrar Grisey é por si só um motivo suficiente para se propor um recital de viola. Contudo, o evento ganha uma outra dimensão e a ressonância gera vida electrónica que se mistura com a viola para fazer a estreia de obras de compositores portugueses. Sobre estas nada se deve dizer para já, quem quer que se desvende o final antes de lá chegar?" A partir de Outubro a Miso Music Portugal apresenta em colaboração com a Antena 2, uma vez por mês à terça-feira, um recital transmitido em directo com intér-pretes de excepção, para dar voz à música do nosso tempo a partir do O’culto da Ajuda.
Novidades MIC.PT
Paulo Jorge Ferreira no MIC.PT Nova Página de Compositor

A partir de Novembro o MIC.PT disponibiliza on-line a nova Página de Compositor dedicada a Paulo Jorge Ferreira, uma figura preponderante no desenvolvi-mento artístico do acordeão – repertório e perfor-mance – em Portugal. Nascido em 1966, enquanto compositor Paulo Jorge Ferreira escreve obras para instrumentos solo, música de câmara e orquestra. Devido ao crescente interesse pela sua forma de compor, tem recebido encomendas de alguns dos mais conceituados solistas, grupos de câmara e festivais de música portugueses; algumas das suas peças têm sido executadas igualmente no estrangeiro. Enquanto intérprete, tem realizado recitais tanto a ní-vel nacional como internacional e concertos de música de câmara, actuando com músicos de qualidade internacional. Paulo Jorge Ferreira é também professor de acordeão e música de câmara na Escola Superior de Artes Aplicadas em Castelo Branco e na Escola de Mú-sica do Conservatório Nacional. Simultaneamente, é director artístico do Festival e Con-curso de acordeão Folefest e presidente da Associação Folefest.
David Miguel . Novo Compositor Editado Pelo MIC.PT

A partir deste mês de Novembro David Miguel junta-se ao grupo de Compositores Editados pelo MIC.PT, que presentemente inclui 65 criadores. Nascido em 1979 em Fundão, do repertório de David Miguel destacam-se obras para coro, música de câmara, orquestra, colaborações em teatro, instalações e arranjos para diversas formações. David Miguel colabora regularmente com o Coro Anonymus e em 2018 foi Compositor Residente no Festival Internacional de Coros de Aveiro e no ZêzereArts. Presentemente o Catálogo de Partituras Editadas pelo MIC.PT inclui três obras de David Miguel, sendo que várias outras partituras deste compositor estão em preparação para edição para os próximos meses; as novas partituras de David Miguel no MIC.PT são: Sorrow came and wept (DMig0001), obra de 2018 estreada no passado mês de Julho no Festival ZêzereArts, para coro misto e orquestra de cordas; Scordabasso (DMig0002), peça de 2004 para quarteto de contrabaixos; e Quarteto 5.1 (DMig0003), obra de 2005 para quarteto de clarinetes.
Música de Filipe Esteves nas iniciativas da CIME/ICEM de Outubro

Na qualidade da Federação Portuguesa de Música Electroacústica (International Confederation of Electroacoustic Music – CIME/ICEM), no passado mês de Outubro a Miso Music Portugal/Centro de Investigação e Informação da Música Portuguesa – MIC.PT participaram em várias iniciativas realizadas pela CIME/ICEM. Neste sentido a 12 de Outubro, no âmbito do ciclo de concertos organizados pela Federação Belga de Música Electroacústica (Projected Sounds – BeFEM Concerts during #BEM18), foi apresentada a obra electroacústica de Filipe Esteves Sul e Sueste (2017-18), que faz referência ao nome da antiga estação de comboios da cidade de Barreiro, onde o compositor nasceu e vive. Subsequentemente a peça foi incluída na edição discográfica da CIME/ICEM, apresentada no âmbito da 36.ª Assembleia Geral da CIME/ICEM Musicacoustica 2018 em Pequim na China (25-27 de Outubro).
Actualidade
ENIM 2018 – 8.º Encontro
de Investigação em Música

Organizado anualmente desde 2011 pela SPIM – Sociedade Portuguesa de Investigação em Música, este ano o ENIM – 8.º Encontro de Investigação em Música irá decorrer entre os dias 8 e 10 de Novembro no Instituto Politécnico do Porto (Escola Superior de Educação e ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo). O ENIM pretende proporcionar aos profissionais e a todos os inte-ressados nas diferentes áreas dos estudos musicais uma panorâmica plural, tematicamente diversificada e metodologicamente actualizada das actividades realizadas neste domínio em Portugal, encontrando‐se igualmente aberto a participantes de outras proveniências. Os oradores principais do ENIM 2018 são: Gabriela Cruz (Universidade de Michigan) e João Pedro Cachopo (CESEM – Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical da Universidade NOVA de Lisboa).
Festival CriaSons
Concurso para Compositores Emergentes – resultados

Em Setembro a Musicamera Produções anunciou os seis compositores vencedores do Concurso para Compositores Emergentes, lançado no âmbito da 2.ª edição do Festival CriaSons. Camila Menino, Edward Luiz Ayres d’Abreu, Hugo Vasco Reis, Miguel Jesus, Samuel Pascoal e Tiago Derriça – são os compositores selecionados para integrar cada um dos seis Programas definidos pelo painel de compositores residentes (Fernando C. Lapa, Cândido Lima, Amílcar Vasques-Dias, Eurico Carrapatoso, Alejandro Erlich-Oliva e Alexandre Delgado), proposto para o Festival CriaSons 2018/19. Os vencedores são convidados a compor uma nova obra que será apresentada em estreia mundial no 2.º Fes-tival CriaSons, com interpretação ao vivo a cargo de diversos solistas, do Quarteto Lopes-Graça e da Camerata Vocal e Instrumental Musicamera.
Agenda Catálogo de Partituras MIC.PT Espaço Crítica para a Nova Música MIC.PT EN MISOMUSIC.COM MIC.PT Twitter IAMIC Facebook Desactivar Subscrição