JOÃO MADUREIRA EM FOCO NO MIC.PT EM MARÇO
Este mês de Março a rubrica Em Foco é dedicada a João Madureira, compositor editado pelo MIC.PT, cuja música é uma afirmação pessoal sobre a pluralidade do mundo.
João Madureira nasceu em Lisboa em 1971. Após os estudos de Composição na Escola Superior de Música de Lisboa, trabalhou com Franco Donatoni em Siena, com York Höller em Colónia e com Ivan Fedele em Estrasburgo. Em 2007 a Universidade de Aveiro reconheceu os seus estudos de composição na Alemanha com o grau de Mestre e no decorrer deste ano defenderá a sua tese de doutoramento, que a partir do caso de Luciano Berio trata das relações da música com a política, ética e filosofia.
A obra de João Madureira inclui composições para formações de câmara, orquestra, instrumento solo com e sem electrónica, música vocal e lírico-dramática e também música para teatro. Na sua linguagem o compositor pretende integrar as várias “rupturas” da história de música, recorrendo às técnicas e estéticas tanto do século XX, entre as quais o serialismo e o espectralismo, como do passado. Ligado aos princípios estéticos do pós-modernismo tardio, João Madureira criou no panorama musical português uma voz singular. Não é apenas o “beber” das várias fontes, como a música antiga, a cultura centro-africana ou fenómenos extra-musicais, que lhe interessa. Elas permitem-lhe incluir na música dimensões metalinguísticas diferentes.
Como descobriu João Madureira o universo da composição? Como para ele a política se revela na música e o que acha sobre a situação presente dos compositores portugueses? A estas e outras perguntas encontrarão respostas na entrevista com compositor realizada pelo MIC.PT em Outubro de 2016, e que passa a estar agora disponível na rubrica Em Foco. A partir de Abril esta entrevista estará também disponível no Dossier dedicado a João Madureira, editado no âmbito da série - Dossiers . Compositores Portugueses dos séculos XX e XXI.
(Foto: © Teresa Santos)
actividades dos compositores editados pelo mic.pt
Luís Antunes Pena
Luís Antunes Pena, compositor editado pelo MIC.PT, irá ter a estreia da sua obra OFF-BALANCE, para duas percussões e orquestra, interpretada pela Orquestra Gulbenkian dirigida por Pedro Neves, com Rui Sul Gomes no timbales e Nuno Aroso na percussão. O concerto em intitulado Festa da Percussão, irá ter lugar no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, no próximo dia 19 de Março às 11h00 e às 16h00.
Duarte P. Dinis Silva
O compositor editado pelo MIC.PT, Duarte P. Dinis Silva irá ter a estreia da sua obra para orquestra Misty - Symphonic Poem (editada pelo MIC.PT no mês passado) no próximo dia 4 de Março, no CineTeatro de S. Pedro de Abrantes. A apresentação da obra, integrada no XII Festival de Música da Beira Interior, irá ser interpretada pela Orquestra Sinfónica do Conservatório Regional de Castelo Branco dirigida por Bruno Cândido.
Christopher Bochmann
No dia Mundial da Poesia, dia 25 de Março, Christopher Bochmann, compositor editado pelo MIC.PT, irá ter a estreia da sua obra Uma grande razão para barítono e orquestra, sobre textos de Mario Cesariny. O concerto terá lugar no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, pelas 18h00, e irá contar com a interpretação da Orquestra Sinfónica Juvenil e do barítono Armando Possante.
João Pedro Oliveira
João Pedro Oliveira irá ter a sua obra Vox Sum Vitae, para vibrafone e eletrónica, interpretada por Tempus Rhythmicus (aka Daniel Pate) no NWEAMO 2017. O concerto será no dia 18 de Março pelas 19h00, no Smith Recital Hall, da San Diego State University, nos Estados Unidos da America. O compositor editado pelo MIC.PT também irá ter a sua obra Petals (musica visual) tocada no Open Circuit Festival 2017: Electronic Music and Video Art Showcase, em Liverpool, no dia 27.
António Pinho Vargas
No dia 11 de Março às 17h30 na Fundação Gulbenkian, irá ter lugar a apresentação do CD Warner Classics com obras de António Pinho Vargas. As obras do compositor editado pelo MIC.PT nesta gravação são Magnificat e De Profundis com interpretação do Coro Gulbenkian e Orquestra Metropolitana, dirigidos por Paulo Lourenço e Cesário Costa.
Igor C. Silva
Igor C. Silva, compositor editado pelo MIC.PT, foi finalista, entre 300 compositores de todo o mundo, do call for scores do [Switch~Ensemble] de Nova Iorque.
Ricardo Matosinhos
A obra Reflections, op. 71 de Ricardo Matosinhos, compositor editado pelo MIC.PT, foi vencedora do prémio/categoria FEATURED DIVISION do 2016 International Horn Society Composition Contest. Neste concurso de composição organizado pela Associação Internacional de Trompistas participaram mais de 70 compositores de 10 países diferentes.
NOVIDADES MIC.PT
NOVAS PARTITURAS NO MIC.PT
O MIC.PT edita e disponibiliza on-line este mês duas novas partituras. São elas: Son a ta demeure (2014-2015) para clarinete e piano, e En Gêne Engin Ni Gemme (2015) para flauta, clarinete, violino, violoncelo e piano de Miguel Azguime. A edição de partituras pelo MIC.PT tem como objectivo a distribuição de partituras de obras de compositores portugueses, fomentando e promovendo assim o conhecimento e a escolha de obras portuguesas por parte de instrumentistas, ensembles e programadores; e ainda o seu estudo no meio académico. O Catálogo de Partituras do MIC.PT, disponível online, inclui presentemente 971 obras de 63 compositores portugueses.
 
música hoje na antena 2

10 de Março, à 1h00
Panorama da Música Electroacústica em Portugal #7

Em Março Música Hoje prossegue o vasto panorama da criação musical electroacústica fixa sobre suporte em Portugal que tem estado a apresentar desde Dezembro passado. Esta 7ª emissão do Panorama da Música Electroacústica em Portugal incluirá peças de compositores nascidos entre 1974 e 1984, mais exactamente peças de Rui Dias, João Castro Pinto, Miguel Negrão, Jaime Reis e Ângela da Ponte.

24 de Março, à 1h00
Panorama da Música Electroacústica em Portugal #8

Com esta segunda emissão de Março Música Hoje encerra o alargado panorama da criação musical electroacústica fixa sobre suporte em Portugal com uma obra colectiva à maneira de um “Cadavre Exquis” surrealista motivada pelo aniversário da Miso Music Portugal e que inclui miniaturas electroacústicas de: Duarte P. Dinis Silva, Pedro Patrício, Filipe Lopes, Carlos Guedes, Carlos Augusto, Carlos Marecos, Emanuel Dimas Pimenta, André Castro, Simão Costa, Ricardo Guerreiro, Rui Penha e Álvaro Garcia de Zuñiga.
Deste último, autor prolífico com uma obra multiforme que nos deixou precocemente, apresentaremos ainda outras obras a concluir este ciclo de emissões.

Novas partituras NO mic.pt
Miguel Azguime, Son a ta demeure (2014-2015)
clarinete e piano
Miguel Azguime, En Gêne Engin Ni Gemme (2015)
flauta, clarinete, violino, violoncelo e piano
estreias recentes
Eduardo Luís Patriarca
Canto de Magdala, para flauta e electrónica

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
Nuno Peixoto de Pinho
+cant, para flauta solo

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
Isabel Soveral
Para Morgana, para flauta solo

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
Paulo Bastos
Indizível, para flauta e piano

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
Amílcar Vasques Dias
Fata Morgana, para flauta e piano

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
João Pedro Oliveira
Jet, para flauta e electrónica

9 de Fevereiro, Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde, Portugal
Morgana Patriarca, flauta
Bernardo Soares, pianista convidado
Ricardo Matosinhos
Os contos do oboé, Op.73, para oboé e piano

9 de Fevereiro, University of Iowa, Estados Unidos da America
Courtney Miller, oboé
Alan Huckleberry, piano
Igor C. Silva
Plastic Air, para duo flexível, electrónica e vídeo/luz

16 de Fevereiro, Splendor, Amsterdam